Decisão sobre o melhor tratamento

Second opinionSe o tumor for maligno (ou seja, cancro), o que é determinado através da biópsia (procedimento cirúrgico no qual se colhe uma amostra de tecidos ou células para ser estudada em laboratório), a informação é avaliada numa consulta multidisciplinar. Nessa consulta de grupo reúnem-se profissionais de várias especialidades - anatomia patológica, cirurgia, enfermagem, nutrição, oncologia, pneumologia, psicologia, radiologia e radio-oncologia - que analisam e discutem os resultados dos exames, decidindo a estratégia a seguir no caso do/a doente.

O melhor tratamento para o/a doente é decidido em função de:

  • Localização e tipo de cancro do pulmão: Carcinoma do pulmão de pequenas células, e carcinoma do pulmão de não-pequenas células (carcinoma de células escamosas ou epidermoide/pavimentoso, adenocarcinoma, e carcinoma de grandes células). Há ainda indiferenciados e mistos, o mesotelioma maligno (na pleura - membrana que forra os pulmões) e o carcinoma metastático (com origem noutro órgão).
  • Existência de mutações genéticas do tumor: Testes genéticos (e.g., EGFR, K-Ras e ALK) ajudam a determinar se o tumor tem estes marcadores e é portanto sensível a tipos específicos de tratamento (terapia dirigida).
  • Tamanho e celeb sex tapesextensão da doença: Estádio do tumor (TNM).
  • Estado geral e doenças pré-existentes: capacidade cardio-respiratória, e outras características fisiológicas, psicológicas e socioculturais.

Os diferentes tipos de tratamento podem ser realizados isoladamente ou combinados entre si, em sequência ou simultaneamente.

Um dos maiores problemas do tratamento do cancro avançado é a resistência que as células tumorais desenvolvem aos tratamentos. Para prevenir essa resistência, fazem-se planos com diferentes tipos de tratamento ou com diferentes medicamentos usados em sequência.

psico-oncologia

O plano de tratamento deve ser complementado com terapêutica de apoio procurando obter os melhores resultados possíveis do tratamento e a melhor qualidade de vida, o que inclui medicamentos para controlar a dor e outros sintomas do cancro, bem como para aliviar efeitos secundários do tratamento, sendo também importante o apoio por parte do nutricionismo e da psico-oncologia.

Prevenir tamb nude celebritiesém é tratar: Muitos casos de cancro podem ser evitados através da alimentação e estilos de vida saudáveis, restrições no consumo de tabaco e álcool. O mesmo acontece com as recidivas (o cancro volta a manifestar-se após ter havido remissão).

deixardefumar

Caso seja fumador/a, está demonstrado haver melhores resultados nos tratamentos nos doentes que deixam de fumar. Pode para este efeito precisar de apoio, o que é normal, visto tratar-se de uma dependência. Além das consultas de cessação tabágica existentes nalgumas unidades de saúde, tem também ao seu gay porn moviesdispor consultas especializadas na Pulmonale – Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão.

É importante que os doentes estejam cientes da informação atualizada sobre os diferentes tratamentos, para que possam também ser uma parte ativa neste processo, discutindo as possibilidades de tratamento e o que pode ser adequado para eles juntamente com o/a seu/sua médico/a. Esta atitude facilita a colaboração, a adesão ao tratamento, e uma reação ativa e positiva à doença por parte do/a doente.

O choque após um diagnóstico de cancro pode tornar difícil pensar com clareza em todas as dúvidas que celeb sex tapesquer esclarecer com o/a médico/a. Pode por isso ser útil elaborar, antes da consulta, uma lista das perguntas a colocar. Antes de iniciar o tratamento, e eventualmente quando este tiver de ser redefinido, poderá colocar questões ao seu médico como por exemplo as que se seguem:

  • Que tratamentos são recomendados para o meu caso?
  • Que benefícios posso obter com essas opções?
  • Quais os possíveis hentai pornefeitos secundários e quanto tempo duram?
    duvidas
  • Como é possível controlar esses efeitos secundários e a quem devo falar sobre eles?
  • As minhas actividades normais do quotidiano pessoal e profissional vão ser alteradas?
  • Quando terá início o tratamento e quando termina?
  • Como vai ser feita a avaliação dos efeitos do tratamento, da ausência de recidiva (ou seja, que ao longo do tempo não há ressurgimento da doença) e de efeitos secundários que possa ter a longo prazo? Com que frequência é feita essa avaliação?
  • Quais são os profissionais que vão estar envolvidos no meu tratamento e na minha reabilitação?
  • Que tipo de cuidados continuados deverei ter, durante o tratamento e depois dele?
  • Poderei esperar voltar às minhas actividades normais do quotidiano pessoal e profissional?
  • Quanto custará o tratamento?
  • Justifica-se o recurso a ensaios clínicos (ou seja, a estudos sobre novos tratamentos) adequados para o meu tipo de tumor e ao meu caso? Será que me enquadro nos critérios de inclusão dos estudos que estão a recrutar doentes?

segunda opiniaoAntes de iniciar o tratamento, pode querer ouvir uma segunda opinião acerca do diagnóstico e das opções de tratamento, um direito e uma necessidade que é fácil de perceber. Há situações, contudo, em que é necessário fazer tratamento imediato, logo é importante referir este possível atraso ao/à seu/sua médico/a para verificar eventuais consequências indesejáveis. Este atraso em todo o caso deve ser mínimo.

Por vezes considera-se a possibilidade de recorrer hot gay pornao estrangeiro na busca de um melhor tratamento. Pondere razoavelmente essa decisão antes de a tomar, e peça o parecer do/a seu/sua médico/a sobre as vantagens para o seu caso particular. As normas de orientação clínica em oncologia, para o diagnóstico e o tratamento, estão definidas e publicadas a nível Europeu e mesmo Mundial, ou seja, seguem-se as mesmas normas em praticamente todos os países. Grande parte dos centros nacionais são inclusivamente centros de referência e de qualidade reconhecidos internacionalmente, sendo também nestes realizados estudos e ensaios clínicos internacionais.

medicinas alternativasNalguns casos considera-se recorrer à chamada medicina alternativa (produtos das ervanárias, homeopáticos, suplementos alimentares, etc.). Deve estar consciente de que não há por detrás dessas terapias alternativas um corpo de investigação científica, peritos e organizações internacionais credíveis, e normas mundiais estabelecidas. Não só o modo de ação e eficácia é desconhecido, como também a sua toxicidade e interações com medicamentos, o que exige portanto muita cautela quanto ao seu uso. Antes de decidir recorrer aborde as vantagens e desvantagens com o/a seu/sua médico/a.

Seja qual for o tratamento analisado e eventualmente escolhido, e sem prejuízo do papel online payday loansque o ânimo desempenha no combate à doença, é fundamental não criar falsas expectativas. É também por isso essencial estar lesbian porndevidamente informado.

Pode já ter tentado um ou vários dos tratamentos descritos neste site e não ter obtido os resultados desejados. Isto não significa que não possa ter sucesso com outros tratamentos ou ensaios clínicos. O percurso de cada pessoa com cancro é único, mantenha-se informado e esperançoso/a.

Os diferentes tratamentos:

roche cirur 

Cirurgia

roche radio

Radioterapia

roche quimio

Quimioterapia

roche bio

Terapêuticas biológicas 

 roche imuno

Imunoterapia oncológica

roche outras

Outros tratamentos


Este conteúdo tem um fim exclusivamente informativo e não substitui o aconselhamento médico. O/A seu/sua médico/a é a pessoa mais habilitada para responder-lhe a todas as suas dúvidas. Não hesite em procurar esclarecer-se por completo.

Partilhe lesbian videosesta página.

Quer apoiar as lesbian porn moviesatividades da Pulmonale? Experimente uma das formas disponíveis neste endereço.

Não encontra resposta para a sua dúvida ou não percebeu bem algum pormenor do texto? Pode também deixar aqui de seguida a sua dúvida ou sugestão após leitura deste texto. Tentaremos melhorá-lo.


Projeto "Promoção do Conhecimento Terapêutico em Oncologia junto do Público" | Apoio: Bolsa de Cidadania Roche

I Simpósio de Psico-Oncologia: Da teoria à prática.
Simposio Ismai 2017
Será abordada a realidade da Pulmonale no que se refere às respostas sociais e comunitárias em psicologia oncológica.
Quarta-feira, 31 de maio, das 9h30 às 17h30, Auditório do ISMAI, Maia. Entrada livre com inscrição obrigatória.

Destaques

simuladorT

Veja o que o Tabaco já lhe "ROUBOU"